TV Centro Sul

Fumaça causa acidente com vários mortos e dezenas de feridos

Por Equipe Iguatu.net em 03/08/2020 às 02:48:33

Um acidente gravíssimo na noite deste domingo (02) envolvendo 21 veículos deixou pelo menos sete mortos e 23 feridos no km 76 da BR-277, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba. Segundo informações do Coronel dos Bombeiros Samuel Prestes, entre os feridos, dois estão em estado gravíssimo e correm risco de morte. A principal causa do acidente foi a densa fumaça causada por um incêndio ambiental nas margens pista, que prejudicou a visibilidade na rodovia.

De acordo com os bombeiros, envolveram-se no acidente cinco motocicletas, 16 veículos leves, entre eles uma viatura da Polícia Militar, e um carreta. Para o atendimento da ocorrência, foi usado um efetivo de guerra, com 10 ambulâncias, do Corpo de Bombeiros, do Samu e da concessionária que cuida do trecho, além de três caminhões de resgate e 15 viaturas policiais. "O atendimento rápido foi graças a união de todos os órgãos organizados. Nós montamos um cenário de guerra. Nós localizamos as vítimas rapidamente, dividimos pela gravidade das lesões e com isso a transferência para os hospitais foi mais rápida. Infelizmente muitas vítiimas morreram no local", explicou Prestes. Por volta da 1h20 da madrugada desta segunda (3), os bombeiros aguardavam o trabalho do Instituto de Criminalística para que os veículos pudessem ser retirados da pista e a rodovia liberada.

As informações preliminares são de que o primeiro acidente foi entre um motociclista e uma viatura da Polícia Militar, que interditou a pista. Depois disso, os carros que vinham atrás teriam ido para o acostamento e ligado o pisca alerta. Porém, o motorista do caminhão, sem enxergar os carros por causa da fumaça, em alta velocidade acabou praticamente passando por cima dos veículos que estavam já parados na pista. "Qualquer informação que dermos agora sobre o acidente, como velocidade e culpados, será precipitada. A Polícia Rodoviária Federal investigará o acidente e poderá se manifestar", afirmou Prestes. O motorista da carreta não sofreu ferimentos, mas ficou em estado de choque.

Várias pessoas começaram a chegar no local por volta da meia-noite em busca de informações sobre os feridos e mortos no acidente, mas, segundo o Coronel Prestes, até a 1h30 ainda não havia dados sobre a identificação das vítimas. A maioria dos feridos foi encaminhada para o Hospital Cajuru.

"De repente foi carro batendo e moto voando"

Leonardo Barros Castro foi um dos motoristas envolvidos no acidente trágico da BR-277. "Eu estava parado com pisca alerta ligado, porque havia um acidente na frente e os carros de repente vieram batendo. Eu vi moto voando. Foram batendo porque ninguém estava enxergando nada por causa da fumaça", contou ele à reportagem do Bem Paraná. "Tivemos que sair correndo do carro com medo de morrermos. Foi um grande susto"

Edson Antonio estava rertornando de viagem pela BR-277 e bem perto de casa quando percebeu o que pensou ser neblina, mas era na verdade fumaça do incêndio ambiental: "Eu já reduzi, liguei o pisca alerta e consegui evitar de bater no carro da frente, mas um veículo Gol logo bateu atrás de mim. Eu desci para ver se estavam todos bem no outro carro, foi quando os veículos começaram a vir e bater. Peguei a família e saímos correndo. Foi um milagre estarmos vivos".

"Acidente foi dano trágico dos incêndios. População precisa evitar os incêndios assim como evita o Covid-19"

Os bombeiros tinham sido chamados um pouco antes do acidente para atender o incêndio nas margens da pista, mas quando chegaram a tragédia já tinha acontecido na BR-277. Moradores da região disseram que a fumaça do incêndio já toma conta da região há pelo menos 15 dias. "Esse acidente foi um dano trágico dos incêndios ambientais que estão atingindo todo o Estado. Esses focos de incêndio podem acontecer em qualquer rodovia do País e aqui no Paraná estamos em estiagem grave. Nossos atendimentos a incêndio ambiental aumentaram 78%¨nestes seis meses", disse o Coronel Prestes. Ele aproveitou para pedir a ajuda da população no combate aos incêndios: "Precisamos do apoio da população para conter os incêndios ambientais, avisando os bombeiros e redobrando os cuidados. Estamos com as equipes de bombeiros trabalhando dobrado. Precisamos que a população do Paraná cuide para evitar incêndios assim como cuida para evitar o Covid-19".

Fonte: Bem Paraná

Zenir

Comentários

fic