Flora 2014
|

FCF receberá proposta que coloca Iguatu e outros clubes na Primeira Divisão em 2014

Ednaldo Lavor e Agilberto Alcântara participaram do encontro em Fortaleza / foto: Ronaldo Déber

Aconteceu no salão de eventos do ‘Restaurante Raízes’ em Fortaleza, nesta segundafeira,19, o ‘Seminário Uniclubes’. Onde 25 representantes de clubes do futebol cearense debateram e no final aprovaram uma proposta para a reformulação do futebol no Estado.

Um documento denominado “ A Carta do Futebol Cearense” foi apresentado no final do encontro, as decisões dos clubes será apresentada ao presidente da Federação Cearense de Futebol, Mauro Carmélio, na próxima semana.

Em entrevista ao portal Iguatu.net, o representante da Uniclubes, Aguiar Júnior, enfatizou que esta é uma proposta que deverá ser analisada pela FCF, mas que possui todas as condições jurídicas para a sua execução, “ no estatuto da FCF, precisamente nos artigos73 e 74 delegam poderes para que a entidade faça mudanças no futebol profissional, portanto basta a mudança no regulamento geral das competições para 2014 e é exatamente isto que pedimos na carta que iremos apresentar ao nosso amigo Mauro Carmélio”, disse.

Escute a entrevista:

Na foto: Arthur Marreiro (Rep. Caucaia), Irades Cordeiro (Rep. Itarema) Getúlio Santos (Rep. Uniclinic) e Gecílio Monteiro (Rep. Terra e Mar).

Com este pensamento o UNICLUBES acredita que as mudanças propostas possam já acontecer nas competições do próximo ano.

O documento indica o fim do campeonato da terceira divisão, a formação de uma “super segundona” e por fim a ampliação da primeira divisão que passaria de onze para dezesseis clubes em 2014.

 Representando a Associação Desportiva Iguatu participaram do encontro o presidente Ednaldo Lavor e o diretor de futebol, Agilberto Alcântara, “ foi um encontro promissor, todos debateram e aprovaram por maioria as propostas para uma reformulação do futebol cearense, neste momento posso dizer ao torcedor que estamos fazendo a nossa parte, vamos na próxima semana apresentar com todos os dirigentes esta proposta que é a mais sensata para termos um futebol mais justo e definitivamente uma competição regionalizada”, disse Ednaldo Lavor.

Escute a entrevista:

Caso esta proposta do UNICLUBES seja aprovada pela FCF o Iguatu estará na primeira divisão na próxima temporada.

Na foto: Aguiar Junior(Maguary) , Mirandinha (Presidente do Maguary e Uniclubes), José Maria (Represente do Calouros do Ar) Cel. Pimentel (Tiradentes) e Aurimar Rebouças (Eusébio Esporte Clube).

Veja quais as propostas da entidade que foram definidas no seminário e que serão entregues na Federação Cearense de Futebol:

CARTA DO FUTEBOL CEARENSE 

Os clubes abaixo assinados, filiados à Federação Cearense de Futebol (FCF), bem como integrantes da UNIÃO CEARENSE DE CLUBES (UNICLUBES), entidade composta por dezenas de agremiações que disputam as diversas Séries de 2013 (A, B e C), bem como a ‘3ª Divisão’ de anos anteriores, além da ‘Copa Fares Lopes’, todos promovidos e organizados pela Federação, vêm conjuntamente expor e requerer o que abaixo segue:

Considerando que o futebol cearense se encontra às portas da Copa do Mundo de 2014, o que nos obriga a uma postura mais moderna, destacada e profissional, visando o pleno aproveitamento dos benefícios do evento, especialmente dos equipamentos para ele criados, como o PV reformado e o NOVO Castelão;

Considerando os altos custos e a verdadeira ‘falência’ em que se encontra a ‘Série C’ cearense (3ª Divisão), posto que campeonato SEM público, SEM renda, SEM mídia (não existe cobertura da televisão) e SEM patrocinadores financeiramente expressivos, já que distantes da ELITE do nosso futebol, portanto verdadeiro ‘inferno’, onde ‘penam’ tradicionais clubes do estado, detentores, entre outros, de sete títulos da 1ª Divisão estadual;

Considerando que a atual ‘Série B’ cearense (2ª Divisão) tenha se caracterizado nos últimos anos como um verdadeiro CAMPEONATO DO INTERIOR, onde a presença do Uniclinic, time da capital, era uma exceção que confirmava a regra;

Considerando que a nova ‘Série A’ cearense (1ª Divisão) foi dividida em duas FASES, sendo que os clubes que participam da ‘Copa do Nordeste’ entram por critério técnico somente na 2ª FASE, o que ocorreu em 2013 com as equipes do ‘Ceará’ e do ‘Fortaleza’ e ocorrerá em 2014 novamente com o ‘Ceará’ e agora com o ‘Guarany de Sobral’;

Considerando a necessidade de fortalecimento da ‘Taça Fares Lopes’ que garante vaga ao ganhador na ‘Copa do Brasil’ do ano seguinte e que se daria com a disputa da mesma no período em que os demais times da ‘Série B’ cearense (fora dos campeonatos nacionais) estivessem atuantes em campeonato local;

Considerando que a realização concomitante dos campeonatos das Séries ‘A’ e ‘B’, impossibilita a melhor qualidade das arbitragens na ‘Série B’ cearense, caso referidas competições venham a ser confirmada no calendário do 1º Semestre da Federação (FCF);

Considerando que poucos são os Estádios cearenses com os Laudos Técnicos devidamente aprovados, o que dificulta a realização conjunta no mesmo semestre dos campeonatos da ‘Série A’ e da ‘Série B’;

Considerando que o presidente Mauro Carmélio, reeleito para novo mandato à frente da Federação (FCF) pela quase unanimidade do futebol cearense e com o nosso decisivo apoio, demonstra estar sensível aos anseios dos clubes, posto que antenado com as necessárias mudanças para modernizar e profissionalizar cada vez mais o nosso futebol;

Considerando que o Estatuto da Federação delega à Diretoria da mesma, comandada pelo Dr. Mauro Carmélio, fazer as mudanças necessárias no futebol profissional, conforme estabelece o parágrafo único do artigo 73 daquele diploma normativo, que diz: “Levando em conta os interesses do futebol, a Diretoria da FCF poderá criar, aumentar ou extinguir o número de divisões dos profissionais”;

Considerando que no mesmo Estatuto fica esclarecido (artigo 74) que “o acesso e o descenso entre as divisões processar-se-ão de acordo com os termos e critérios técnicos determinados em regulamentos (geral e os específicos)”.

Considerando que a maioria absoluta dos nossos clubes profissionais resolveu instituir a UNIÃO CEARENSE DE CLUBES – UNICLUBES, entidade que propõe mudanças profundas e estruturantes no futebol profissional cearense e que tem se caracterizado como a ‘voz rouca’ do futebol no estado.

Os clubes abaixo assinados vêm, por este instrumento, apresentar à Diretoria da Federação Cearense de Futebol (FCF) suas propostas para o REGULAMENTO GERAL DE COMPETIÇÕES (RGC – 2014), o que fazem acreditando no compromisso renovador desta Gestão, agora reeleita, e que certamente será sensível aos anseios das agremiações profissionais cearenses, posto que também comprometidos com a melhor organização e profissionalização de nosso futebol, que ocorrerá com as mudanças que seguem:

A) Extinção imediata da ‘Série C’ cearense, atendendo aos anseios dos clubes de nosso estado, o que ocorreria por ato da Diretoria da Federação, respaldado pelos artigos 73 (parágrafo único) e 74 dos Estatutos da FCF;

B) Transformar a ‘Série B’ na Divisão de Acesso do nosso futebol profissional, cujo campeonato deverá ser organizado nas FASES iniciais de forma regionalizada pelo critério geográfico/rodoviário, posto que a nova ‘SUPER-SEGUNDONA’ (‘Série B’ cearense) proporcionará um novo produto de marketing, instrumento imprescindível à modernização e crescimento do futebol profissional cearense;

C) Que a ‘SUPER-SEGUNDONA’ (‘Série B’ cearense) a partir de 2014 volte a ser disputada no segundo semestre, como era antes do Icasa cair para a mesma, pois tal transferência de data possibilitará três vantagens básicas, a saber:

1)   A primeira é o reforço na ‘Copa Fares Lopes’, também disputada no segundo semestre, já que nela, além dos times da ‘Série A’ cearense, poderiam participar todas as agremiações da ‘Série B’, posto que as equipes estariam com seus elencos em plena atividade;

2)  A segunda seria a efetiva melhoria da arbitragem, pois os melhores árbitros da ‘Série A’ passariam a atuar também na ‘Série B’, sem conflito nas datas dos jogos das duas Divisões.

3)  A terceira vantagem seria a maior facilidade na utilização dos Estádios com ‘Laudos Técnicos’ aprovados pelo Ministério Público, posto que diminuiria o conflito de datas com a utilização dos mesmos estádios nos jogos da ‘Série A’;

D) Aumentar a ‘Série A’ cearense para um formato com 16 (dezesseis) clubes, sendo a 1ª FASE disputada em dois Grupos, divididos os times como fazem as Federações do RJ e RS. Neste caso, respeitando o necessário critério técnico, estariam na ‘Série A’ de 2014 as 11 (onze) agremiações inicialmente previstas, mais o São Benedito e o Maracanã , além do Maranguape, do Iguatu e do Crateús que, por mérito técnico, jogariam a 1ª Divisão de 2014 (‘Série A’ cearense);

E) Que o acesso e o descenso entre as Séries ‘A’ e ‘B’ a partir de 2014 sejam feito respeitando a proporcionalidade e, considerando o aumento para 16 clubes na ‘Série A’, agora sejam três os clubes a mudarem de Divisão a cada ano, o que muito dinamizará nosso futebol profissional.

Fortaleza, 19 de Agosto de 2013.

Clubes MEMBROS da UNICLUBES:

Sport Club Maguary

América Foot-ball Club

Calouros do Ar Futebol Clube

Sociedade Esportiva e Cultural Terra e Mar Clube

Eusébio Esporte Clube

Maracanã Esporte Clube

Crateús Esporte Clube

Associação Esportiva Tiradentes

Associação Desportiva Iguatu

Uniclinic Atlético Clube

Barbalha Futebol Clube

Associação Desportiva Arsenal de Caridade

Associação Desportiva São Benedito

Maranguape Futebol Clube

Itarema Esporte Club

Aliança Atlética Futebol Clube

Paracuru Atlético Clube

Associação dos Desportistas de Pacatuba

Associação Nova Russas Esporte Clube

Caucaia Esporte Clube

Centro Esportivo União (Corinthians Nordeste/CETEN)

Jardim Sport Clube

Associação Desportiva Limoeiro Futebol Clube

União Desportiva Messejana

Tianguá Esporte Clube (membro Observador).



1 Resposta para “FCF receberá proposta que coloca Iguatu e outros clubes na Primeira Divisão em 2014”

  1. Fabiano Sarmento disse:

    Excelente ideia, haja vista que o nosso futebol está fadado à falência; que sempre gira em torno de Fortaleza, Ceará, Icasa. O interior tem potencial para participar de tal série, pois o público carece de entretenimento e mais, isso fará com que escolinhas sejam criadas, reforçando a ideia de que o esporte afasta a criança das drogas. A oportunidade da descoberta de novos talentos, novos craques que, com a mídia, possam levar a outros patamares, as cidades as quais representam. Que Deus ilumine a mente do presidente da federação e este responda positivamente aos anseios desses clubes.

Deixe um comentário

Real Time Web Analytics